Traditional African stool (o banco de 3 pés)

In trying to explain both my work and my phylosophy in the wake of being awarded the Nobel Peace Prize, I was reminded of the traditional African Stool, which is comprised of a seat and 3 legs. The first leg represents democratic space, where rights – whether human, women’s children’s, or environmental – are respected. The second leg symbolizes the sustainable and accountable management of natural resources both for those living today and for those in the future, in a matter that is just and fair, including for people on the margins of society. The third leg stands for what I term “cultures of PEACE”: these take form of fairness, respect, compassion, forgiveness, recompense, and justice.

(…)Each leg, or pillar is reinforced by the others and formed from the same grain, so the issues must be addressed together and simultaneously. (…)The 3 legs of the stool support the seat, which in this conception represents the milieu in which DEVELOPMENT can take place.(…)”

excert  from the book “The Chalenge for Africa”, by Wangari Maathai.
Wangari Maathai was elected to Kenya’s parliament in 2002 and in 2003 she was appointed Assistant Minister for Environment, Natural Resources, and Wildlife. In 2004 she became the first African woman to receive the Nobel Peace Prize for “her contribution to sustainable development, democracy and peace.”

Tradução: “Na tentativa de explicar ambos o meu trabalho e a minha filosofia no decorrer da recepção do Prémio Nobel da Paz, lembrei-me do tradicional banco de 3 pés, que é composto de um assento suportado em 3 pés. A primeira perna representa o espaço democrático onde os direitos – quer sejam humanos, da mulher, das crianças, ou ambientais – são respeitados. A segunda perna simboliza a administração e gerenciamento sustentãvel dos recursos naturais, – quer seja para aqueles que vivem neste presente momento, quer seja para a futura geracão – numa maneira justa e equilibrada, incluindo aqueles que vivem a margem da sociedade. A terceira perna representa aquilo que denomino de ‘cultura de Paz’. Este toma a forma de equilibrio, respeito, compaixão, perdão, recompensa, e justiça.”

(…)cada perna – ou pilar – é reenforçado pelos outros, sendo que deste modo os problemas são atendidos de forma completa e em simultaneo. (…) as 3 pernas do banco suportam o assento, que nesta concepção representa o meio em que desenvolvimento toma lugar (…). “

extraido do livro “The Chalenge for Africa”, de Wangari Maathai.
Wangari Maathai for eleita para o parlamento Queniano em 2002 e em 2003 ela foi apontada Ministra Assistente para o ambiente, recursos naturais e vida selvagem. Em 2004 ela veio a tornar-se a primeira mulher Africana a receber o Premio Nobel da Paz pela sua contribuição para o desenvolvimento sustentavel, democracia e paz.

Uma resposta to “Traditional African stool (o banco de 3 pés)”

  1. Khemis Says:

    Bless.
    sustentabilidadi hoji é um keston di urgencia, necessidadi di nos vivencia enquanto homis i mudjeris dignos di um vida saudavel i louvado.
    ocidentalismo ka ta kança di sploranu i splora nos kontinenti, i es banco di 3 pé é um di kes forma di kaba ku es explorason.
    ONE LOVE

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: